1997-2013

C70 CABRIOLET/CONVERTIBLE

A história dos conversíveis Volvo é tão antiga quanto a própria Volvo Car. Em 1927, o primeiro Volvo foi um carro aberto, o ÖV4. Durante a década de 1930, vários veículos conversíveis foram construídos em diferentes chassis Volvo por encarroçadores especializados independentes. Em 1956, o famoso Volvo Sport (P1900) foi produzido em um número muito limitado, apenas 67 unidades, em sua maioria preservadas até hoje.

Muitos ficaram surpresos com o anúncio do C70 Convertible em 1997, pois ele era, de longe, o carro mais caro e exclusivo a ostentar um emblema Volvo até aquele momento.

Entretanto, o C70 Convertible não era apenas um belo carro. Em primeiro lugar, ele era um "carro para o condutor", praticamente com as mesmas características de estabilidade na estrada do C70 Coupé e com velocidades máximas e aceleração muito superiores aos números obtidos pela maioria dos carros conhecidos como "esportivos".

Há muito tempo, a Volvo vinha hesitando em fabricar um carro aberto por questões de segurança. Porém, graças à inovação do ROPS (Roll Over Protection System, Sistema de proteção contra capotamento) da Volvo, a segurança está garantida mesmo que o carro vire de cabeça para baixo, devido a uma barra automática contra capotamento, ativada em casos de acidentes.

O Volvo C70 Convertible foi o primeiro especialmente destinado ao mercado norte-americano, mas também tornou-se rapidamente popular em diversos outros mercados com clima favorável a veículos abertos.

Especificações Técnicas

Modelo: Volvo C70 Cabriolet/Convertible

Período de fabricação: 1997-2013

Volume: Em produção atualmente
Carroceria: conversível, 2 portas
Motor: DOHC 5 cilindros em linha, 1.984, 2.319, 2.435 cc.
Transmissão: 5 velocidades, 5 velocidades automática.
Freios: freios a disco hidráulicos nas quatro rodas
Dimensões: comprimento total de 472 cm, distância entre eixos de 266 cm.