1985 - 1992

740 ESTATE

O Volvo 760 GLE, que obteve um enorme sucesso, foi desenvolvido e expandido para dar origem ao Volvo 740 GLE em 1984. Este novo modelo Volvo era uma alternativa de 4 cilindros ao 760.

A versão station do 740 foi introduzida em 1985, tendo sido uma expansão da gama há muito esperada.

A station Volvo 740 deve o seu enorme sucesso especialmente a fatores como a sua fiabilidade inabalável e aos seus famosos níveis de segurança, tendo também definido novos padrões de conforto nos carros do tipo station. No entanto, o que provavelmente transformou a Volvo 740 Estate num dos carros mais procurados do segmento, foi o seu espaço interior e capacidade de carga sem precedentes.

Ao longo dos anos, a Volvo 740 foi equipada com uma série de diferentes motores, especialmente unidades de 4 cilindros em linha com ou sem turbocompressor, e foram utilizadas ainda variantes diesel de 6 cilindros.

O exterior sofreu uma pequena renovação no outono de 1988 para o modelo passar para o ano de modelo de 1989.

A partir de agosto de 1990 e durante dois anos, a Volvo 740 foi construída em paralelo com o 940, após os quais este último assumiu totalmente a liderança em relação à 740.

Especificações técnicas

Modelo: 740 Estate
Produzido em: 1985-1992
Volume: 358 952
Carroçaria: Station de 5 portas
Motor: 4 cilindros em linha OHC com 1986 cm³ ou 2316 cm³ ou 6 cilindros em linha com 2383 cm³ Diesel ou turbodiesel
Transmissão: Manual de 4 velocidades, manual de 4 velocidades com overdrive elétrico, manual de 5 velocidades ou automática de 4 velocidades
Travões: Hidráulicos, travão de disco nas quatro rodas
Dimensões: N/A
Diversos: Comprimento geral 478,5 cm, distância entre eixos 277 cm.