Skip to content

Um legado de inovações de segurança

Em todas as gerações, a Volvo tem sido pioneira. Estamos na origem de algumas das mais importantes invenções e inovações na história da segurança automóvel, e envidamos continuamente todos os esforços para melhorar a sua segurança.

O cinto de segurança de 3 pontos num Volvo PV544 apresentado pelo inventor Nils Bohlin.

1959 – Cinto de segurança de três pontos

Haverá poucas pessoas no planeta que tenham salvo tanta vidas como o engenheiro Nils Bohlin da Volvo – introduziu os cintos de segurança de três pontos na produção em série do PV544. Desde então, estima-se que mais de um milhão de vidas tenham sido salvas em resultado da Volvo Cars ter prescindido dos seus direitos de patente sobre esta invenção, para que todos pudessem beneficiar dela.

Uma cadeira de criança virada para a retaguarda da Volvo Cars em 1972.

1972 – Cadeira infantil voltada para a retaguarda

Recordam as imagens antigas de astronautas deitados de costas durante a decolagem para que as forças da aceleração fossem melhor suportadas pelo seu corpo? Bom, foi esse o princípio base subjacente às cadeiras infantis voltadas para a retaguarda com as quais desbravámos o mercado. Com vista a distribuir a carga e minimizar lesões.

O primeiro banco elevatório da Volvo Cars em 1978.

1978 – Banco elevatório integrado

Inventámos o primeiro banco elevatório de posicionamento do cinto no mundo, que permitiu às crianças desde os 4 anos de idade viajarem voltadas para a frente, com proteção e conforto acrescidos.

O primeiro banco elevatório integrado da Volvo Cars em 1990.

1990 – Primeiro banco elevatório integrado do mundo

A introdução do primeiro banco elevatório integrado foi outro passo de gigante em frente a nível de segurança infantil. Para além do benefício de segurança e conforto acrescidos, o banco elevatório integrado também proporciona uma melhor posição de acomodação à criança, permitindo-lhe olhar pela janela.

Sistema de proteção de impacto lateral da Volvo Cars ilustrado graficamente.

1991 – Novo SIPS (Side Impact Protection System)

O nosso sistema SIPS assinalou outro marco em matéria de segurança. Constituía parte integrante do design do veículo e incluía uma estrutura muito forte e materiais capazes de absorver energia no interior, bem como um reforço transversal na plataforma e até bancos reforçados. A isto se seguiu em 1994 mais uma inovação à escala mundial: airbags de impacto lateral.

Sistema de proteção Whiplash da Volvo Cars ilustrado graficamente.

1998 – WHIPS (Whiplash Protection System)

Lesões de chicote são as lesões mais frequentes em colisões de carros e podem resultar em dor e incapacidades a longo prazo. WHIPS fornece apoio uniforme e absorção de energia em impactos traseiros graças a um assento inteligente e ao design do apoio de cabeça. O resultado é uma redução pela metade do risco de doenças médicas a longo prazo.

Cortina insuflável da Volvo Cars ilustrada graficamente.

1998 – Cortina insuflável

A cortina insuflável representou mais um grande avanço na segurança para a Volvo Cars. O airbag encontra-se oculto no revestimento interior do tejadilho, insuflando rapidamente para ajudar a proteger a cabeça do ocupante durante um impacto lateral ou capotamento. Tratou-se do primeiro sistema de airbag a oferecer proteção acrescida quer para os passageiros dos bancos dianteiros, quer os dos bancos traseiros.

Um SUV Volvo em ensaio de capotamento para verificar o seu sistema de controlo eletrónico de estabilidade e a estrutura de segurança.

2002 – ROPS (Roll-over Protection System)

Com a crescente popularidade dos SUVs, considerámos que havia chegado a hora de introduzir a nossa mais recente inovação de segurança – a proteção anti-capotamento. Abordámos o problema em duas vertentes. Primeiro, otimizámos a estabilidade dos nossos SUVs com um sofisticado sistema eletrónico de controlo de estabilidade de rolamento e, segundo, aperfeiçoámos o design da carroçaria e a estrutura, visando proteger os ocupantes no caso de um acidente com capotamento.

O sistema BLIS de informação de ângulo morto é ilustrado para alertar que um automóvel se está aproximando por trás numa faixa adjacente.

2003 – BLIS (Blind Spot Information System)

Quando um condutor muda de faixa, um momento de distração pode ter consequências dramáticas se o condutor não localizar outro veículo no seu ângulo morto. Por isso, decidimos que os nossos automóveis também deveriam ajudar-nos a antecipar sarilhos. O nosso sistema BLIS usa câmaras ou radares para detetar veículos ao lado e deslocados da traseira do Volvo. Quando um automóvel entra na zona do ângulo morto, é acionada uma luz de aviso junto ao espelho retrovisor, dando ao condutor mais tempo para reagir.

O sistema city safety da Volvo Cars ilustrado graficamente.

2008 – City Safety

A partir do XC60 de primeira geração, introduzimos o sistema de travagem de emergência autónomo City Safety como equipamento de série em todos os automóveis novos. O sistema recorria a deteção laser e foi desenvolvido com vista a reduzir o risco e as consequências de colisões traseiras a velocidades de até 30 km/h.

O sistema anti-colisão da Volvo Cars ilustrado graficamente.

2010 – Deteção de peões com travagem automática completa

É nosso desejo que as nossas inovações em matéria de segurança também beneficiem as pessoas no exterior dos nossos automóveis. Portanto, desenvolvemos um sistema – com recurso a radar e câmaras – concebido para alertar o condutor, se um peão se atravessar em frente à viatura, e travar automaticamente se o condutor não o fizer.

Uma assento Volvo com a funcionalidade única de absorção de energia.

2014 – Proteção das saídas de estrada

A Volvo foi pioneira a testar colisões derivadas de saída de estrada – frequentemente o resultado de fadiga, más condições atmosféricas ou falta de atenção do condutor. Focámo-nos em manter os ocupantes firmes no seu lugar, esticando o cinto de segurança e introduzindo uma funcionalidade de absorção de energia nos bancos, com vista a mitigar lesões na coluna.

Ilustração de como as informações das condições da estrada são compartilhadas entre dois automóveis Volvo através da comunicação em cloud.

2016 – Segurança conectada

A Volvo Cars define um tipo de sistema de segurança rodoviária completamente novo num mundo de veículos conectados. As inovações conectadas – Slippery Road Alert e Hazard Light Alert – utilizam a nuvem para partilhar dados críticos entre veículos, alertando o condutor para secções do piso escorregadias ou automóveis que tenham acionado as suas luzes de perigo, e contribuindo assim para dar ao condutor tempo suficiente para abrandar.

O sistema de travagem oncoming mitigation da Volvo Cars ilustrado graficamente.

2018 – Oncoming Mitigation com travagem

O sistema Oncoming Mitigation com travagem constitui mais uma funcionalidade exclusiva Volvo. O sistema pode ajudá-lo a aplicar os travões quando se depara com um veículo a circular em contramão. Se um veículo em sentido contrário invadir a sua faixa e a colisão não puder ser evitada, o sistema pode ajudar a reduzir a velocidade do seu automóvel para tentar atenuar a força do embate.

Iniciativa EVA da Volvo Cars - uma forma humanóide, constituída por pequenas partículas de luz.

2019 – A Iniciativa E.V.A. (do inglês Equal Vehicles for All – Veículos Iguais para Todos)

Temos vindo a recolher dados de acidentes desde a década de 1970 para tentar perceber melhor o que sucede durante uma colisão – independentemente do tamanho, género ou formato de corpo. Com a iniciativa E.V.A., divulgámos a nossa pesquisa em segurança através de uma biblioteca digital, tornando-a disponível a todos para download. Pela segurança de todos.

Um Volvo a passar por uma ponte sobre a água.

2020 – Limitação de velocidade

Visando enviar um sinal inequívoco sobre os perigos do excesso de velocidade, reduzimos a velocidade máxima de todos os novos Volvo para 180 km/h em 2020. Esta iniciativa demonstra como podemos assumir uma responsabilidade ativa para ajudar a erradicar fatalidades, incentivando a um melhor comportamento de condução.